terça-feira, 28 de junho de 2011

TRÊS FATOS

TRÊS FATOS EM ROMANOS 6.23-26


Pessoa_33101. O Apóstolo Paulo, escrevendo aos Romanos, no capítulo 3, versos 23 a 26, assim se expressa:

Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus, ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus; para demonstração da sua justiça neste tempo presente, para que ele seja justo e justificador daquele que tem fé em Jesus. (Romanos 3:23-26 RC)

02. Neste pequeno trecho da Santa Palavra de Deus, que é justo, mas também é amor, encontramos três fatos que, atentando nós para eles, podem mudar o rumo de nossas vidas, aqui e na eternidade.

03. O primeiro fato, expresso no texto de forma simples e direta, é que TODOS OS HOMENS SÃO PECADORES.

04. O Rei Davi, no salmo 51, quando se apresentava inteiramente quebrantado diante do Senhor por causa do horrível pecado cometido contra Urias, com angústia de alma exclamava apelando para as misericórdias do Senhor:

Tem misericórdia de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias. Lava-me completamente da minha iniqüidade e purifica-me do meu pecado. Porque eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim. Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que a teus olhos é mal, para que sejas justificado quando falares e puro quando julgares.

05. Em outras palavras ele estava dizendo: Senhor, a minha iniqüidade é tão grande que, para dela eu ser purificado, é necessário que o Senhor aplique sobre mim misericórdia em multidão. O Senhor está certo em me julgar e me condenar, e o que eu posso fazer é apenas clamar pelas Tuas misericórdias.

06. A seguir Davi expressa a verdade de que ele, assim como toda a raça humana, já nascera pecador. Ele diz: “Eis que em iniqüidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe”.

07. O Espírito Santo de Deus, no trecho que lemos em Romanos, através de Paulo está a nos dizer que essa é a situação de todo ser humano.

08. João, escrevendo sua primeira epístola, logo no primeiro capítulo, no versículo 8, diz-nos que “se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos e não há verdade em nós”

09. Em o evangelho que escreveu João registra, no capítulo 8, o dia em que os escribas e fariseus, no intuito de tentar a Jesus para que tivessem de que o acusar (ou de quebrar a lei de Moisés ou de ser conivente com o apedrejamento de uma mulher), trouxeram uma mulher pega em flagrante adultério, a quem, por causa de seu ato, segundo a lei de Moisés, deveria ser apedrejada. Que dizes tu, mestre? Foi o que eles insistiram em perguntar. E qual não foi a surpresa daqueles homens quando ouviram da boca de Jesus: “Aquele que dentre vós está sem pecado seja o primeiro que atire a pedra contra ela”. Eles ficaram tão surpresos e, certamente vermelhos de vergonha, que saíram um a um, começando pelos mais velhos, sem nada falar, ficando ali apenas Jesus e a mulher. Não havia ninguém entre eles que fosse sem pecado; e também não havia ninguém a que eles pudessem chamar, por ser sem pecado, para atirar a primeira pedra. O único sem pecado era o próprio Jesus, e este não iria atirar pedra naquela mulher. Se fosse possível viajar no tempo e eles tivessem os meios para isso fazer, poderiam retroceder geração por geração até chegar em Adão e não encontrariam ninguém sem pecado. Também poderiam fazer a mesma viagem para frente, para o futuro, geração por geração, até ao momento derradeiro da história da humanidade, que não encontrariam ninguém sem pecado. E a razão disso é que TODOS PECARAM; todos somos pecadores, afirma categoricamente a Palavra de Deus.

10. Atente bem para esse fato, meu amigo, VOCÊ É PECADOR.

a. Você que tem atirado a primeira pedra lembre-se: VOCÊ é pecador;

b. Você que tem apontado o dedo com desdém para os outros lembre-se: VOCÊ é pecador;

c. Você que não tem poupado palavras para difamar maldosamente o seu irmão lembre-se: VOCÊ é pecador;

d. E mesmo você que tem se utilizado das palavras para profeticamente, de forma correta, condenar o pecado pelos outros praticado, ainda que não ao pecador, não se esqueça de que VOCÊ também é um pecador.

e. Você pode e até deve, como Jesus, não aprovar e até denunciar, pregar contra o pecado; você pode, como Jesus, dizer a alguém de quem você tratou acerca de seu pecado: “vá e não peques mais”; mas, diferentemente de Jesus, você não pode se esquecer de que você mesmo é um pecador carente da misericórdia e do perdão do Senhor.

11. O segundo fato encontrado no texto, também colocado de forma simples e direta, diz respeito à conseqüência do pecado. Revela-nos o Espírito Santo através do apóstolo Paulo que todos pecaram e “DESTITUÍDOS ESTÃO DA GLÓRIA DE DEUS”.

12. Se o primeiro fato é reconhecido quase que por todo o mundo, este segundo é ignorado por muitos. Mas é um fato absoluto, incontestável. É a palavra de Deus quem o diz. Mas o que significa isso?

a. Significa que o homem está separado de Deus, e pior, separado de uma maneira tal que não há nada nele mesmo que possa propiciar um “reajuntamento”.

13. Newell ilustra:

“Quão triste e horrenda é a condição do homem! Suponhamos que eu me dirigisse a uma audiência da cidade de Nova Iorque e dissesse: “Vamos descer para o bairro de bateria (à beira mar), e saltar dali até Londres”. Alguns jovens vigorosos saltariam uma distância de mais de três metros, mas isto ainda estaria muito aquém de Londres. Alguns talvez não saltassem nem um metro. Mas isto não importa, pois o fato é que todos teriam ficado muito aquém da costa inglesa. E o pior é que aqueles que saltarem mais longe se encontrarão em águas mais profundas! Paulo, o principal dos pecadores, saltou a distância mais longa na corrida da justiça própria, somente para exclamar: “Desventurado homem que sou!”, tendo que descobrir que era mister depositar a sua confiança exclusivamente em Cristo.”

14. Você consegue imaginar essa situação triste? O homem está destituído da glória de Deus e não encontra forças em si mesmo para “pular” para o lado de Deus.

15. Para que fique bem marcado em sua mente a terribilidade dessa situação de separação quero contar para você a história real do final da vida de Sir Frances Newport, que, mesmo instruído na Palavra de Deus, acabou por tornar-se ateu. Newport, nos dias derradeiros de sua vida, acometido por uma doença venérea, atormentado pela expectativa do que lhe estava por vir, exclamou assim:

De onde vem esta guerra ao meu coração? Ah! Se eu pudesse me deitar no fogo que não se apaga durante mil anos para comprar o divino favor! Mas não adianta desejá-lo; milhões e milhões de anos não me colocarão mais perto dos fins dos meus tormentos do que uma só hora! Oh, eternidade! Eternidade!... Ah, as insuportáveis agonias do inferno...[1]

16. Não se esqueça nunca disso: todo homem é pecador e destituído, privado está da glória de Deus. Esta é uma situação terrível! A mais terrível de todas!

a. Você pode ser privado de suas posses materiais, e isso é terrível!

b. Você pode ser privado de viver na presença de amigos queridos dos quais antes pensava que nunca iria se separar, e isso é terrível!

c. Você pode ser privado de sua saúde física, e isso é terrível!

d. Mas nada há que seja mais terrível do que ser privado de estar na presença de Deus na eternidade!

17. O que fazer? Você pode perguntar! O que fazer, pregador, se, conforme você disse, não há nada em mim mesmo que possa me propiciar um “reajuntamento” a Deus?

18. E aqui chegamos ao terceiro fato encontrado no texto sagrado, que é o fato de que O HOMEM NÃO PRECISA CONTINUAR DESTITUÍDO DA GLÓRIA DE DEUS, POIS DEUS MESMO PROVIDENCIOU A SOLUÇÃO E ESTA É O SEU FILHO JESUS.

19. Todos pecaram e separados estão de Deus e não há nada de si mesmos que possam fazer, mas podem entregar-se a Cristo e serem justificados gratuitamente pela redenção que há nele.

a. Em Cristo há Justificação! Quando estamos em Cristo Deus olha para nós e vê não a injustiça que há em nós, mas a justiça que há em Cristo e que a nós foi imputada uma vez que cremos nele e nos rendemos aos seu pés.

b. Em Cristo há perdão dos pecados.

c. Em Cristo há redenção – ele pagou o preço do nosso resgate.

d. Em Cristo Deus se torna propício a nós.

e. Enfim, em Cristo há salvação

20. Diz-se que

Certo mineiro, quando trabalhava em uma mina de carvão, foi deixado para trás por seus companheiros e, quando estava sozinho, de repente, sua lâmpada caiu e apagou-se. Ficou em completa escuridão, e sua única esperança era encontrar um guia seguro para o elevador. Tateando nas trevas, o pé bateu nos trilhos da estrada de ferro pela qual transportavam o carvão. Cautelosamente, foi se movendo com dificuldade, conservando um pé a deslizar pelo trilho. Não podia ver nada, mas conseguia sentir o trilho. Depois de muito tempo, chegou ao pé do elevador e pôde dar o sinal para o mandarem buscar. Em pouco tempo, foi elevado para a superfície, saindo para a gloriosa luz do Sol que lhe mostrou o caminho para casa. Confiando naqueles trilhos, em meio à escuridão, encontrou, enfim, o caminho iluminado.

Nós também temos, neste mundo escuro e tenebroso, um trilho seguro que nos conduz à verdadeira luz eterna. É o único caminho certo. Disse o Senhor Jesus: "Eu sou o caminho" (João 14:6). É o caminho "dos tempos antigos, desde os dias da eternidade" (Miquéias 5:2). Ver o bom caminho, no entanto, reconhecê-lo, e mesmo amá-lo, não é o bastante. Precisamos andar "por ele". A obediência é a resposta da fé.[2]

21. O Apóstolo Paulo, escrevendo aos Coríntios, assim afirmou:

“... se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. E tudo isso provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo... Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados...” (2 Coríntios 5:17-19 RC)

22. Concluo conclamando a você que entregue hoje mesmo a sua vida a Jesus. Tenha mudado, hoje mesmo, o rumo de sua vida, aqui, e principalmente na eternidade.

23. Zaqueu, o publicano, teve um encontro com Jesus, e a ele foi dito: “Hoje veio salvação a esta casa”. Será que o mesmo poderá ser dito de você hoje?

Pr. Walmir Vigo Gonçalves

prwalmir@hotmail.com

Visite também www.igrejabatistanoparqueimperatriz.blogspot.com

 

 


[1] Conforme Lawrence Olson em cd de Pregações Bíblicas.

[2] Ezequias de Souza Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário