quarta-feira, 1 de junho de 2011

DESENVOLVENDO A COMUNHÃO

DESENVOLVENDO A COMUNHÃO

Nós, como cristãos, temos grandes desafios espirituais, mas com certeza o mais difícil é manter uma comunhão equilibrada e abençoadora. Por que? É porque o maior perigo de quebrar a comunhão está dentro de nós mesmos:

a) Ciúmes, clip_image002

b) invejas,

c) amarguras,

d) ressentimentos,

e) picuinhas,

f) fomentações...

g) E, em resumo: a natureza pecaminosa que age em nós e que visa destruir tudo que é bom e que traz edificação.

É fácil culpar Satanás em assuntos assim, mas sou obrigado a dizer que, apesar de ele ter uma parcela nisso tudo, nós temos que ter a coragem de reconhecer que os maiores inimigos da comunhão somos nós mesmos.

Gosto sempre de lembrar o que escreveu Paulo aos Romanos: “Por isso, esforcemo-nos em promover tudo quanto conduz à paz e à edificação mútua.” (Rm. 14:19).

Há três palavras interessantes aqui: “esforcemo-nos”, “paz” e “edificação”.

A idéia de esforçar-se vem de uma palavra grega que significa “seguir, perseguir”. Sendo assim, a comunhão deve ser um objetivo claro e constante em nossa mente; não podemos desistir, pois esta, com certeza, é a vontade de Deus. Apesar de algumas vezes não vermos as coisas acontecendo do jeito que deveriam ser, ainda assim perseguimos a comunhão como uma bênção para nós e para a Igreja. Este esforço produz a paz e edificação.

A paz é uma bênção, principalmente quando aceitamos os irmãos do jeito que são, não tentando impor sobre eles as nossas preferências ou nosso jeito. Quando perseguimos a comunhão a paz torna-se um sinal claro da presença de Deus. Por que? Porque Ele é o Deus da Paz (Jo. 14:27; Fp. 4:7).

E a edificação vem de uma palavra grega que significa edificação como um processo, e simboliza um fortalecimento espiritual, um crescimento. A comunhão produz justamente isso, crescimento espiritual e numérico, pois outras pessoas passam a ser atraídas pelo amor uns dos outros. Nós estamos aqui para edificar e não destruir.

Como posso destruir a comunhão? Veja algumas maneiras:

a) Falando mal,

b) Falando o que não deve,

c) Julgando os outros e

d) Tendo uma atitude preconceituosa.

Mas o que devo fazer para ser uma bênção e edificar o Corpo de Cristo? Veja algumas idéias:

a) Desenvolver o amor sincero,

b) Viver no Espírito,

c) Perdoar (uns aos outros),

d) Levar as cargas (uns dos outros),

e) Ser gentil, paciente com os mais fracos, tolerante, com palavras agradáveis e amigas.

Sendo assim, depende de você desenvolver esta comunhão. Sim, basta você colocar sua vida na direção do Espírito e permitir que Ele lhe ajude a desenvolver um coração igual ao de Jesus Cristo.

Extraído/Adaptado

(http://www.ibjequiezinho.com/site/2008/01/20/desenvolvendo-a-comunhao/)

Nenhum comentário:

Postar um comentário