terça-feira, 29 de novembro de 2011

Filipenses 4.4–9–parte 2/5–Moderação Notória


MODERAÇÃO NOTÓRIA

Filipenses 4.5:

“Seja a vossa eqüidade notória a todos os homens. Perto está o Senhor.” (RC)

 

“Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor.” (RA)

 

1.    epieikhv (epieikes - ep-ee-i-kace) = Clemência, gentileza, graciosidade, complacência, calma, comedimento, prudência.

2.    Tudo isso se resume numa só palavra: MODERAÇÃO.

3.    O crente, ensina Paulo, precisa ser moderado em tudo, mas principalmente quando se trata da reinvindicação de direitos pessoais e aplicação da justiça (Reveja o significado da palavra original).

4.    Jesus contou certa vez uma parábola, a parábola do credor incompassivo, que pode muito bem ilustrar o que estou querendo dizer aqui:

 

“Por isso, o Reino dos céus pode comparar-se a um certo rei que quis fazer contas com os seus servos;  e, começando a fazer contas, foi-lhe apresentado um que lhe devia dez mil talentos.  E, não tendo ele com que pagar, o seu senhor mandou que ele, e sua mulher, e seus filhos fossem vendidos, com tudo quanto tinha, para que a dívida se lhe pagasse.  Então, aquele servo, prostrando-se, o reverenciava, dizendo: Senhor, sê generoso para comigo, e tudo te pagarei.  Então, o senhor daquele servo, movido de íntima compaixão, soltou-o e perdoou-lhe a dívida.  Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos seus conservos que lhe devia cem dinheiros e, lançando mão dele, sufocava-o, dizendo: Paga-me o que me deves.  Então, o seu companheiro, prostrando-se a seus pés, rogava-lhe, dizendo: Sê generoso para comigo, e tudo te pagarei.  Ele, porém, não quis; antes, foi encerrá-lo na prisão, até que pagasse a dívida.” (Mateus 18:23-30 RC)

 

5.    Nesta parábola vemos alguém que foi além de moderado, tanto na reinvindicação de seus direitos pessoais quanto na aplicação da justiça; e também vemos alguém que, mesmo sendo beneficiado pela mais que moderação de alguém a quem ele devia uma grande soma de dinheiro, não foi nada moderado, aliás, foi extremamente severo na reinvindicação de seus direitos pessoais e na aplicação da justiça.

6.    Há outros versículos bíblicos que podem nos trazer luz sobre este assunto:

 

“Não sejas demasiadamente justo, nem demasiadamente sábio; por que te destruirias a ti mesmo?” (Eclesiastes 7:16 RC)

 

“E ao servo do Senhor não convém contender, mas, sim, ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor” (2 Timóteo 2:24 RC)

 

“que a ninguém infamem, nem sejam contenciosos, mas modestos, mostrando toda mansidão para com todos os homens.” (Tito 3:2 RC)

 

“com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor” (Efésios 4:2 RC)

 

“E vós, senhores, fazei o mesmo para com eles, deixando as ameaças, sabendo também que o Senhor deles e vosso está no céu e que para com ele não há acepção de pessoas.” (Efésios 6:9 RC)

 

“suportando-vos uns aos outros e perdoando-vos uns aos outros, se algum tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também.” (Colossenses 3:13 RC)

 

7.    Essa qualidade, moderação, irá evitar o endurecimento de nosso espírito.

8.    Com quais pessoas devemos ser moderados? Será que é só com os domésticos na fé? Não! Paulo diz que é com todos os homens: “Seja a vossa moderação notória, conhecida de todos os homens”.

9.    “Ninguém é tão mal-educado que não seja gentil com alguém, por algum motivo, em alguma ocasião; [mas] o crente deve sê-lo para com todos os homens e em todas as ocasiões” (Faucett – citado por R. N. Champlin em o N. T. Interp. V. por V., volume 5, página 62)

10. “Seu espírito doce e cordato servirá de boa propaganda de tua fé cristã” (Matthew Arnold - citado por R. N. Champlin em o N. T. Interp. V. por V., volume 5, página 62)

11. Mas, prestem bem atenção: ser moderado nesse sentido que falamos aqui não significa que devemos deixar de lado a reinvindicação de nossos direitos pessoais e a aplicação da justiça, e, sim, que não devemos ser extremamente severos nestas coisas.

12. “Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à igreja de Deus.” (1 Coríntios 10:32 RC)

13. Amém!

Um comentário:

  1. Obrigada Pr.
    Abri hj minha Bíblia para fazer minha devocional e me deparei com essa palavra "moderação", mas não estava muito certa quanto ao seu sentido no contexto.
    Foi muito útil encontrar no seu blog a explicação e aplicação e é mais um desafio então a nós cristão, sermos moderados com todos, assim daremos bom testemunho da nossa fé.
    Deus o abençoe.

    ResponderExcluir