sexta-feira, 26 de março de 2010

PRATICANTES DA PALAVRA

PRATICANTES DA PALAVRA

 

1.    Assim lemos em Tiago 1.21-25: "Pelo que, rejeitando toda a imundícia e superfluidade de malícia, recebei com mansidão a palavra em vós enxertada, a qual pode salvar as vossas almas. E sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra, e não cumpridor, é semelhante ao varão que contempla ao espelho o seu rosto natural;  Porque se contempla a si mesmo, e foi-se, e logo se esqueceu de que tal era. Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da liberdade, e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecido, mas fazedor da obra, este tal será bem-aventurado no seu feito."

2.    Essas palavras nos levam a crer que nos dias de Tiago havia alguns cristãos que tinham aprendido a ouvir a Palavra sem realmente dar-lhe atenção.

3.    Esse é um problema também dos nossos dias. Há muitos que não conhecem a Palavra; não a estudam em casa e nem participam dos cultos onde o estudo é voltado para a edificação dos crentes. São, portanto, negligentes quanto à busca por conhecimento da vontade de Deus – ESTÃO ERRADOS. Por outro lado, há aqueles que conhecem, mas não praticam. Estes estão igualmente errados e é a eles a quem Tiago se dirige no texto dizendo: "... sede cumpridores da Palavra, e não somente ouvintes...".

4.    A prática é importante porque trata-se da Palavra de Deus, e esta Palavra:

a.    É o Meio de Regeneração - Veja o seguinte versículo: "Segundo a sua vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das suas criaturas." (Tiago 1:18 DO). "Ele nos gerou pela palavra da verdade" – Sabemos que é o Espírito de Deus quem opera a obra da regeneração, mas Ele não faz isso em separado da Palavra; Ele usa a Palavra.

b.    Reflete Nossas Imperfeições - A Bíblia é o espelho da alma. Não podemos olhá-la descuidadamente como um homem que se olha no espelho sem prestar muita atenção e logo se esquece de como era a sua aparência. Mas, em que sentido a Palavra reflete as nossas imperfeições? Da seguinte maneira: Quando olhamos para ela e vemos o Filho de Deus em Sua perfeição e encontramos o ensinamento de que devemos nos deixar moldar pelo Espírito de Deus segundo essa imagem e descobrimos que não estamos fazendo isso. Assim é que a Palavra reflete as nossas imperfeições.

c.    É o Guia Ético Para a Vida Cristã - Veja Tiago 1.25. O que está escrito aí? Veja:

                                  i.    "... aquele que..."

                                ii.    "... considera, atentamente..." – Isto é, aquele que se inclina sobre a Palavra a fim de ver melhor, de "inspecionar"

                               iii.    "... nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante..." –  Isto é, faz da prática da Palavra seu modo de viver.

                               iv.    "... esse será bem-aventurado no que realizar"

O crente que tem a Palavra como seu guia de conduta é bem aventurado como o varão do Salmo 1:

                                  i.        Ele não anda no conselho dos ímpios;

                                ii.        Ele não se detém no caminho dos pecadores;

                               iii.        Ele não se assenta na roda dos escarnecedores;

                               iv.        Ele tem prazer na lei do Senhor e nela medita de dia e de noite para que seus pensamentos e conduta sejam moldados pela mesma.

                                v.        E, por isso, ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem sucedido.

d.    É o Padrão de Julgamento - Em João 12.48 encontramos Jesus dizendo: "Quem me rejeita e não recebe as minhas palavras tem quem o julgue; a própria palavra que tenho proferido, essa o julgará no último dia". E aos que arrogavam seguir toda a lei de Moisés Jesus disse: "Não penseis que eu vos acusarei perante o Pai; quem vos acusa é Moisés, em quem tendes firmado a vossa confiança. Porque, se, de fato, crêsseis em Moisés, também creríeis em mim; porquanto ele escreveu a meu respeito."

5.    Quantos há que dizem ter a Bíblia como livro sagrado, como regra de fé e conduta, mas não agem segundo suas Palavras!!!???

 

Concluindo – Com o passar do tempo percebemos que a Palavra de Deus vem perdendo a importância na vida de muitos dos Seus servos. Muitos não suportam mais ouvir uma explanação de 40 minutos da Palavra; muitos não seguem mais a Palavra; até dizem que seguem, mas na prática... Pensemos nisto!!!

 

Pr. Walmir Vigo Gonçalves

Porto Meira – Março de 2010

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário