sábado, 15 de fevereiro de 2014

UM TESOURO DE GRANDE VALOR

 

UM TESOURO DE GRANDE VALOR

 

“Também o Reino dos céus é semelhante a um tesouro escondido num campo que um homem achou e escondeu; e, pelo gozo dele, vai, vende tudo quanto tem e compra aquele campo. Igualmente, o Reino dos céus é semelhante ao homem negociante que busca boas pérolas; e, encontrando uma pérola de grande valor, foi, vendeu tudo quanto tinha e comprou-a.” (Mateus 13:44-46 RC)

 

1.   Certa vez Pedro e João estavam subindo para o templo em Jerusalém para a “oração da hora nona”.

a.   Ao se aproximarem da porta do templo, um homem paralítico, que há muito esmolava ali, lhes pede uma esmola.

b.   Eles não tinham;

c.   não eram possuidores de nenhum tesouro material,

d.   mas tinham algo que podiam dar àquele homem.

e.   Pedro disse: “Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho, isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda.” (Atos 3:6 RC)

2.   “Durante a segunda guerra mundial, um pastor visitou uma senhora que estava internada em um hospital de Survey, na Inglaterra. Em um bombardeio, a casa em que morava foi duramente atingida, conseguindo ela, porém, sobreviver, a despeito de graves ferimentos. Prostrada e desfigurada, disse ao pastor: “Perdi tudo – meu marido, meu lar, meus bens...”. Depois de uma breve pausa, ela retificou a sua declaração: “Bem, pastor, eu menti. Conto ainda com o meu Senhor e Sua Palavra para começar a reconstruir o meu novo lar! São tesouros imperecíveis!”

3.   O grande sovina dos quadrinhos, o Tio Patinhas, tem como o seu maior tesouro uma moedinha, a nº 1, que ele diz ser sua moeda da sorte. Por essa moeda ele é capaz de desfazer-se de toda a sua fortuna.

4.   No filme “Riquinho” o maior tesouro da família Rico, guardado em um cofre construído numa montanha onde estavam esculpidas as faces dos Ricos, era simplesmente um monte de “bugigangas”, algumas velharias sem valor venal, mas, para eles, de grande valor sentimental.

5.   Qual é o SEU tesouro de grande valor?

a.   Um objeto?

b.   Uma pessoa?

c.   Uma virtude?

d.   Um sentimento?...

e.   Um estilo de vida? (Zeca Pagodinho declarou em entrevista que o céu deve ser muito chato e que nesse caso ele até prefere “descer”)

6.   Seja qual ou o quê for, e até mesmo o quão virtuoso for, não sendo o Reino de Deus, não é o de maior valor.

7.   O REINO DE DEUS É O MAIOR, O MAIS VALOROSO TESOURO QUE O HOMEM PODE POSSUIR.

8.   Voltando ao texto, notemos, em primeiro lugar que,

 

I. O Reino de Deus é um tesouro pelo qual vale a pena fazer qualquer sacrifício.

 

1.   Estevão, o primeiro mártir a morrer por Cristo considerou que valia a pena até a morte, mesmo a morte por apedrejamento, por causa desse tesouro.

2.   Em Hebreus 11:36-38 lemos sobre pessoas que “...experimentaram escárnios e açoites, e até cadeias e prisões.  Foram apedrejados, serrados, tentados, mortos a fio de espada; andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, desamparados, aflitos e maltratados  (homens dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos, e montes, e pelas covas e cavernas da terra.” (RC). Estas eram pessoas que viam o Reino de Deus como um grande tesouro pelo qual vale a pena qualquer tipo de sacrifício.

3.   Pedro, depois de experimentar uma conversão real, deu a sua vida para o Reino de Deus.

a.   Ele foi martirizado na época da perseguição de Nero, por volta de 60 d.C.

b.   Certamente ele considerou que o Reino dos céus valia a pena.

4.   Jesus disse certa vez aos seus discípulos que era melhor possuir o reino de Deus, mesmo que isso implicasse em martírio, do que não possuí-lo e não correr o risco de ser martirizado, pois “... que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma?” (Marcos 8:36 RC)

5.   Possuir o Reino de Deus significa vida eterna com Deus, no céu, bem longe do inferno.

6.   Entretanto, devemos estar atentos também, em segundo lugar, para o fato de que a Palavra de Deus nos revela que

 

II. O Reino de Deus não pode ser adquirido por sacrifícios, dinheiro, méritos, obras, etc..

 

1.   Parece um paradoxo, porque acabamos de falar sobre pessoas que sofreram por causa do Reino de Deus. A explicação é simples: essas pessoas não possuíram o Reino de Deus por causa de seus sofrimentos; ao contrário, eles sofreram porque preferiram estar sob o reinado de Deus.

2.   Não é segredo para ninguém, aliás, é algo que deve ser declarado, que

a.   o Reinado de Deus sofre oposições,

b.   oposições satânicas,

c.   oposições terríveis,

d.   e as continuará sofrendo até ao tempo determinado pelo próprio Deus para o seu fim, quando a morte e o inferno, a besta e o falso profeta, Satanás e seus anjos, bem como todos cujos nomes não estiverem escritos no Livro da Vida do Cordeiro, serão lançados no lago que arde com fogo e enxofre.

3.   Os Fariseus, uma das classes mais influentes do judaísmo no “tempo de Cristo”, eram

a.   ortodoxos,

b.   zelosos da lei mosaica,

c.   davam o dízimo de tudo,

d.   oravam sempre...;

e.   eram, humanamente falando, merecedores do Reino de Deus.

f.     Mas não é pelo seu próprio mérito que o homem alcança esse reino, e eles tiveram que ouvir, primeiro da boca de João Batista: “...Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura?” (Mateus 3:7 RC). E, depois, de Jesus: “Serpentes, raça de víboras! Como escapareis da condenação do inferno?” (Mateus 23:33 RC)

4.   Em Atos 8 encontramos a história de um certo homem de nome Simão. Ao tentar comprar o Dom de Deus com dinheiro, ouviu de Pedro: “O teu dinheiro seja contigo para perdição, pois cuidaste que o dom de Deus se alcança por dinheiro. Tu não tens parte nem sorte nesta palavra, porque o teu coração não é reto diante de Deus. Arrepende-te, pois, dessa tua iniqüidade e ora a Deus, para que, porventura, te seja perdoado o pensamento do teu coração” (Atos 8:20-22 RC)$

5.   Quantas pessoas acham que “servem para ser crentes” por causa de suas muitas qualidades! Talvez essas pessoas consigam até se tornarem membros de uma igreja, mas o Reino de Deus, o Reino de Deus de verdade, não é um tesouro que pode ser adquirido por qualquer esforço da parte do homem, por suas obras, por suas qualidades...

6.   Sendo assim, necessariamente, em terceiro lugar, precisamos considerar sobre como adquirir esse tesouro, e a resposta é:

 

III. O Reino de Deus é um tesouro que só pode ser possuído recebendo-o como herança.

 

1.   Vejamos alguns textos bíblicos:

 

“Agora, pois, irmãos, encomendo-vos a Deus e à palavra da sua graça; a ele, que é poderoso para vos edificar e dar herança entre todos os santificados.” (Atos 20:32 RC)

 

 “E, por isso, é Mediador de um novo testamento, para que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia debaixo do primeiro testamento, os chamados recebam a promessa da herança eterna.” (Hebreus 9:15 RC)

 

 “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua grande misericórdia, nos gerou de novo para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, para uma herança incorruptível, incontaminável e que se não pode murchar, guardada nos céus para vós que, mediante a fé, estais guardados na virtude de Deus, para a salvação já prestes para se revelar no último tempo” (1 Pedro 1:3-5 RC)

 

2.   Mas é fato que só filhos têm direito a herança.

3.   Então, como tornar-se um filho de Deus para receber essa herança?

4.   A resposta é muito clara:

 

“Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus: aos que crêem no seu nome” (João 1:11-12 RC)

 

“Princípio do evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus. Como está escrito no profeta Isaías: Eis que eu envio o meu anjo ante a tua face, o qual preparará o teu caminho diante de ti. Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas. Apareceu João batizando no deserto e pregando o batismo de arrependimento, para remissão de pecados. E toda a província da Judéia e todos os habitantes de Jerusalém iam ter com ele; e todos eram batizados por ele no rio Jordão, confessando os seus pecados. E João andava vestido de pêlos de camelo e com um cinto de couro em redor de seus lombos, e comia gafanhotos e mel silvestre, e pregava, dizendo: Após mim vem aquele que é mais forte do que eu, do qual não sou digno de, abaixando-me, desatar a correia das sandálias. Eu, em verdade, tenho-vos batizado com água; ele, porém, vos batizará com o Espírito Santo. E aconteceu, naqueles dias, que Jesus, tendo ido de Nazaré, da Galiléia, foi batizado por João, no rio Jordão. E, logo que saiu da água, viu os céus abertos e o Espírito, que, como pomba, descia sobre ele. E ouviu-se uma voz dos céus, que dizia: Tu és o meu Filho amado, em quem me comprazo. E logo o Espírito o impeliu para o deserto. E ali esteve no deserto quarenta dias, tentado por Satanás. E vivia entre as feras, e os anjos o serviam. E, depois que João foi entregue à prisão, veio Jesus para a Galiléia, pregando o evangelho do Reino de Deus e dizendo: O tempo está cumprido, e o Reino de Deus está próximo. Arrependei-vos e crede no evangelho.” (Marcos 1:1-15 RC)

 

 

5.   Você gostaria de fazer parte desse reino? Ser herdeiro dele?

6.   Então: Arrependa-se (volte-se de sua incredulidade) e creia no Senhor Jesus Cristo!

 

Pr. Walmir Vigo Gonçalves

Nenhum comentário:

Postar um comentário