terça-feira, 10 de novembro de 2009

VIDA CRISTÃ

 

E, finalmente, sede todos de um mesmo sentimento, compassivos, amando os irmãos, entranhavelmente misericordiosos e afáveis, não tornando mal por mal ou injúria por injúria; antes, pelo contrário, bendizendo, sabendo que para isto fostes chamados, para que, por herança, alcanceis a bênção. Porque quem quer amar a vida e ver os dias bons, refreie a sua língua do mal, e os seus lábios não falem engano; aparte-se do mal e faça o bem; busque a paz e siga-a. Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos, e os seus ouvidos, atentos às suas orações; mas o rosto do Senhor é contra os que fazem males. (1 Pedro 3:8-12 RC)

 

1.    Ray Summers, comentando sobre toda essa epístola de Pedro, em o Comentário Bíblico Broadman, a divide em quatro partes:

a.    Vida Oriunda de Deus (1:3-2:10)

b.    Vida em Sociedade (2:11-3:12)

c.    Vida Sob Provação (3:13-4:19)

d.    Exortações e Saudações Finais (5:1-14)

2.    Os versículos acima inseridos são componentes da Segunda parte: "Vida em Sociedade", e Summers escreve que essa parte diz respeito às nossas responsabilidades:

a.    Responsabilidades Cívicas (2:11-17)

b.    Responsabilidades Domésticas (2:18-3:7)

c.    Responsabilidades Sociais (3:8-12)

3.    E esses versículos, inseridos nessa parte, falam das responsabilidades sociais.

4.    Notemos que, ao falar das responsabilidades sociais, Pedro não fala a um grupo de cristãos distinto, mas a todos: "Finalmente, sede TODOS...".

5.    Servos, livres, esposos, esposas... TODOS. Todos devem ter sentimentos comuns, que os caracterizem como uma sociedade de salvos por Jesus.

6.    Vejamos algumas coisas das quais Pedro nos fala:

 

I. " sede todos ...  compassivos, amando os irmãos, entranhavelmente misericordiosos e afáveis"

 

1.    Compassivos, ou compadecidos, dá-nos a entender uma participação nos sofrimentos ou tristezas de outrem. Paulo também ensinou isto. Escrevendo aos cristãos romanos, ele disse:

 

"Alegrai-vos com os que se alegram e chorai com os que choram.  Tende o mesmo sentimento uns para com os outros; em lugar de serdes orgulhosos, condescendei com o que é humilde; não sejais sábios aos vossos próprios olhos." (Romanos 12:15-16 RA)

 

a.    Levar as tristezas uns dos outros é um ensinamento bíblico, e significa estar presente na vida das pessoas também nas circunstâncias difíceis.

b.    Às vezes isso é difícil, mas às vezes é bem fácil, bastando a presença junto com a pessoa, orando, conversando, etc. 

c.    Isso me faz lembrar de quando o irmão Ibraim estava na fase final de sua vida, acometido pelo câncer. Eu não podia fazer nada por ele, a não ser estar lá presente para conversar e orar, ouvir as suas histórias do passado... mas como aquilo era importante para ele! Eu tinha o costume de ir quase sempre no mesmo dia da semana, e quando chegava aquele dia ele dizia para quem estava lá com ele que "daqui a pouco o pastor vai chegar", e quando eu não ia naquele dia ele ficava esperando para o próximo dia.

 

2.    Amando os irmãos (amor fraternal) – O amor fraternal não é simplesmente uma questão de sentimento, mas é o cumprimento da ordem de Jesus aos seus seguidores:

 

"O meu mandamento é este: que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei."(João 15:12 RA)

 

a.    Este tipo de amor é "ÁGAPE", palavra que, com seus derivados, aparece centenas de vezes no Novo Testamento.

b.    "Ágape é sacrificial... Ágape ama mesmo quando o amor não é retribuído; estende-se tanto ao que "merece", quanto ao que não merece; faz o sol brilhar tanto para o justo quanto para o injusto".

c.    Diz uma ilustração sobre o amor, que

 

"Um velhinho costumava apregoar pelas ruas a venda de caixinhas de cola-tudo. Anunciava sempre as suas excelsas qualidades: servia para emendar vasos, jarros, peças de louça quebrada, bem como corações quebrantados. Muitos céticos zombavam, gracejavam de sua oferta, mas alguns que, talvez movidos por curiosidade, compravam a sua mercadoria, achavam, dentro da caixinha, duas pequenas bisnagas, contendo os ingredientes que deviam ser misturados para soldar objetos quebrados. Essas bisnagas vinham envolvidas em um uma belíssima tira de papel brilhante onde se encontrava artisticamente escrita a palavra 'amor' ".

 

d.    É imprescindível que haja amor entre nós que somos da família de Deus.

 

3.    Entranhavelmente misericordiosos – Entranhavelmente misericordiosos é a tradução, nesta versão, de uma só palavra grega: eusplagcnov (eusplagchnos) , que era usada para se referir às entranhas mais nobres, como o coração e os pulmões, mas às vezes se referia também aos intestinos e ao ventre (Champlin – O N. T. Interpretado Vers. Por Vers.).

a.    Isso mostra então o tipo de sentimento de misericórdia que devemos nutrir uns pelos outros: do tipo forte, que mexe com os intestinos e faz o coração pulsar mais forte, levando-nos a atos de socorro misericordioso.

 

4.    Afáveis – Afáveis significa aqui humildes de pensamento, que não considera nenhuma pessoa inferior.

 

II. NÃO TORNE MAL POR MAL OU INJÚRIA POR INJÚRIA, ANTES, BENDIGA

 

1.    Pedro dá essas orientações e ainda diz: "... porque para isto fostes chamados...".

2.    Falando negativamente (construindo uma frase no sentido negativo), NÃO podemos retribuir o mal com o mal, e, falando positivamente, devemos reagir ao mal pagando com o bem.

3.    Alguém, acertadamente, disse: "Retribuir o bem com o mal é animal; retribuir o mal com o mal é humano; retribuir o mal com o bem é divino".

4.    Quero incluir aqui ainda outras frases esclarecedoras escritas por comentaristas bíblicos:

 

"O fogo não é extinto pelo fogo, mas pela água; por igual modo, o erro e o ódio são extintos não com a retaliação, mas com a gentileza, com a humildade e com a bondade" (Crisóstomo)

 

"O sândalo perfuma ao ser derrubado pelo machado que o cortou. Que aquele que quer ser perdoado perdoe e abençoe o seu inimigo"

 

"Isso é, realmente, muito difícil, mas devemos imitar, nesse caso, nosso Pai celeste, o qual faz o seu sol levantar-se para os indignos... Pedro deixa entendido que aqueles que buscam vingar-se das injúrias recebidas, tentam aquilo que não lhes redundará em bem nenhum, porquanto assim se privam da bênção de Deus" (Calvino)

 

III. QUATRO COISAS QUE PRECISAMOS POSSUIR

 

1.    Linguagem limpa – "Refreie a sua língua do mal".

a.    Como é difícil isso! Como somos tentados a usar mal a nossa língua. Mas é necessário usá-la bem, empregá-la para o bem, para a edificação, para a ministração da graça aos ouvinte, como Jesus fazia.

 

2.    Linguagem honesta – "Os seus lábios não falem engano"

a.    Mentiras!

                                  i.    Às vezes as proferimos para nos "safarmos" de uma situação constrangedora;

                                ii.    às vezes para sermos "legais";

                               iii.    às vezes para "levarmos vantagem";

                               iv.    às vezes porque a verdade revela o erro de outrem, e aí dizemos: "eu tive que mentir; fui obrigado a mentir".

b.    Precisamos ter linguagem honesta, falar sempre a verdade.

 

3.    Vida correta – "Aparte-se do mal e faça o bem"

a.    Quando nos convertemos e selamos a nossa conversão com o batismo estamos, solenemente, proclamando ao mundo que morremos para o pecado.

b.    Precisamos demonstrar isso de forma prática, apartando-nos do mal e fazendo o bem.

 

4.    Vida pacífica – "Busque a paz e siga-a"

a.    "se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens" (Romanos 12:18 RA)

 

CONCLUSÃO

 

1.    Essa é a vida que o cristão tem que viver.

2.    É difícil, mas é este o estilo de vida celestial.

3.    Temos que amadurecer, caminhar para um viver perfeito, que agrade a Deus, e não nos deixarmos seduzir e vencer pelo pecado.

4.    "Dizem que existe na África uma árvore cuja influência maléfica atinge uma enorme área ao seu redor. Todo viajante que se abriga à sua sombra é inconscientemente atraído por um inebriante odor que suas flores exalam, e, em poucos momentos, é dominado por um irresistível sono que o leva a uma morte lenta. Assim também ocorre com os que são atraídos pelas insidiosas garras do mundo e de satanás – são levados rápida e sorrateiramente à morte espiritual."

 

Pr. Walmir Vigo Gonçalves

Porto Meira – Novembro de 2009

Um comentário:

  1. Olá Walmir !!!!! Como tem sido de grandes bençãos essas mensagens !!!! Continue enviando ,porque nas oportunidades que surgem , eu as utilizo . Que Deus continue lhe usando como instrumento em Suas mãos . Um forte abraço. Beth

    ResponderExcluir