quarta-feira, 18 de novembro de 2009

A PALAVRA DO SENHOR

A PALAVRA DO SENHOR

 

1.    Leia o Salmo 1.1-2 e 19:7-11

2.    George Muller disse certa vez acerca da Bíblia, a Palavra de Deus:

 

"O vigor de nossa vida espiritual está na proporção exata do lugar que a Bíblia ocupa em nossas vidas e em nossos pensamentos. Faço esta declaração solenemente, baseado na experiência de cinqüenta e quatro anos. Nos primeiros três anos após minha conversão, negligenciei a Palavra de Deus. Mas desde comecei a pesquisá-la diligentemente tenho sido maravilhosamente abençoado. Já li a Bíblia todas cem vezes, e sempre com maior deleite. Cada vez se me apresenta um livro novo. Grande tem sido a bênção recebida do seu estudo seguido, diligente e cotidiano. Considero perdido o dia em que não me detive a meditá-la".

 

3.    Também Moody disse:

 

"Orei pedindo fé, e pensei que algum dia ela cairia e me atingiria como um raio. Mas parecia que a fé não vinha. Um dia li, no capítulo 10 de Romanos que a fé vem pelo ouvir, e o ouvir pela Palavra de Deus. Tinha fechado a minha Bíblia e orara pedindo fé. Mas então abri a minha Bíblia e comecei a estudá-la. Desde então a minha fé vem sempre aumentando".

       

4.    Estes dois homens, dentre muitos outros são grandes exemplos de quão verdadeiramente felizes são os que meditam na Palavra de Deus, os que nela têm prazer.

5.    Davi, no Salmo 19, descreve a Palavra de Deus de seis formas:

a.    LEI – Isto é, a vontade de Deus revelada. Esta é perfeita e tem o poder de restaurar a alma.

b.    TESTEMUNHO – O mesmo que verdade. Este é fiel e traz sabedoria.

c.    PRECEITOS – Isto é, ordens específicas. Estes são retos e não trazem tristeza, antes, alegram o coração.

d.    MANDAMENTO – Instruções imbuídas de autoridade. São instruções puras e que iluminam os nossos olhos, ou abrem as nossas menmtes para o que é bom.

e.    TEMOR – Isto é, confiança reverente que a Palavra de Deus produz no seu povo. É um temor límpido, ou seja, puro, nítido, transparente.

f.      JUÏZOS – Decisões relacionadas a situações específicas da vida humana. Estes são verdadeiros e justos.

6.    Estas coisas, para o salmista eram mais desejáveis do que o mais puro ouro; mais doces que o puro mel; e é por elas que ele era admoestado, e se considerava recompensado quando os guardava.

7.    Precisamos estudar a Bíblia. Ela é magnífica! Afinal, ela é a Palavra de Deus!

8.    Conta-se que certa vez, em Londres, houve um encontro de grandes psicólogos, e um dos palestrantes disse sobre a Bíblia: "Se a nossa clientela vivesse os princípios normativos e formadores da Bíblia, nós, psicólogos, poderíamos ir pescar".

9.    Infelizmente, mesmo entre nós cristãos, não são todos os que estudam e fazem o que está na Bíblia.

10. Conclamo aos irmãos a que sejamos diligentes no estudo da Palavra do Senhor; e não apenas diligentes no estudo, mas também diligentes em cumprir o que ela nos diz.

      

Pr. Walmir Vigo Gonçalves

Porto Meira – Novembro de 2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário