sábado, 11 de fevereiro de 2017

NOVAS CRIATURAS

NOVAS CRIATURAS

 

            Considerem comigo dois interessantes trechos da Palavra de Deus:

 

“Não sabeis que os injustos não hão de herdar o Reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o Reino de Deus. E é o que alguns têm sido, mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus e pelo Espírito do nosso Deus.” (1 Coríntios 6:9-11 RC)

 

“Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” (2 Coríntios 5:17 RC)

 

            Eu estou chamando esses dois trechos da Palavra de Deus de “interessantes” por causa de muitas coisas que tenho ouvido nos dias atuais. Por exemplo, eu tenho ouvido, ou, talvez melhor dizendo, de algumas falas de supostos crentes tenho entendido que eles, em nome de uma suposta “liberdade”, advogam a ideia de que um seguidor de Cristo pode viver no mundo pela sua própria cabeça, até mesmo quase que completamente amoldado ao mundo (se não completamente). Assistindo o finalzinho de um programa de TV, um programa de auditório, enquanto aguardava o início de um telejornal, uma pessoa que se diz convertida e que estava no programa, falando de alguém já falecido que viveu devasso, que viveu idólatra, que viveu adúltero, que viveu efeminado e sodomita, algumas das coisas que estão no texto apresentado, e, além disso, viveu drogado, e assim aparentemente morreu, disse: “nos encontraremos lá em cima”. Bem, não cabe a nós o juízo, pois no derradeiro momento da vida uma pessoa pode se converter, como o fez um dos ladrões na cruz; mas se disso não se tem certeza, ainda que eu talvez não deva dizer que ele está perdido, não posso dizer que ele está “lá em cima”, a não ser que eu pense que Deus em Sua Palavra não está falando sério em trechos como os acima citados. E, infelizmente, é o que parece que muitos estão pensando, e assim vão vivendo numa perigosa situação de autoengano.

 

            Mas se você é alguém que crê na Bíblia como sendo A Palavra de Deus, e que é sério aquilo que ela diz, então veja que coisa triste, mas ao mesmo tempo maravilhosa que ela está a nos dizer nestes trechos.

 

O triste está no fato de que há pessoas que não herdarão o reino de Deus, e se não herdarão o reino de Deus, lhes resta a outra opção, que de boa nada tem. Quem são estas pessoas?

 

Ø  São os injustos, isto é, aqueles que são malvados e que violam a justiça;

Ø  São os devassos, isto é, os imorais, os que entregam seu corpo à prostituição;

Ø  São os idólatras, isto é, os que adoram ídolos ou os que substituem Deus por outras coisas no trono de seu coração (o jovem rico que foi encontrar-se com Jesus é um exemplo);

Ø  São os adúlteros, isto é, os infiéis ao seu cônjuge, e, metaforicamente, os infiéis a Deus;

Ø  São os efeminados e sodomitas, isto é, os que se entregam às relações homossexuais (no texto estão separados, mas eu os coloquei juntos, porque apesar de serem palavras diferentes ambas tem quase o mesmo sentido);

Ø  São os ladrões e os roubadores, os “kleptes” e os “harpax”, isto é os que se apropriam indevidamente do que é dos outros, seja através de pequenos ou grandes furtos, extorsão, etc.

Ø  São os avarentos, isto é, os gananciosos e cobiçosos;

Ø  São os bêbados, os embriagados;

Ø  São os maldizentes, os que vivem a falar mal dos outros.

 

E isso só aqui nesse trecho. Essas classes de pessoas não herdarão o reino de Deus, e se não herdarão o reino de Deus, serão lançadas na perdição eterna. Não é triste isso?

 

Mas o maravilhoso no texto é que Paulo não para aí, ele continua dizendo, e isso vale não só para aqueles crentes lá do passado para quem ele estava endereçando esta carta, mas para todos os crentes de todos os tempos – para nós, portanto; ele continua dizendo: alguns de vocês foram assim, MAS, foram lavados, santificados e justificados em nome do Senhor Jesus e pelo Espírito do nosso Deus.

 

Fomos lavados! O que significa isso? Significa que fomos limpos! Significa que essas coisas não podem fazer parte de nossa “liberdade em Cristo”; não! Delas temos que ser lavados, limpos, e o fomos, em Cristo.

 

Fomos Santificados! O que isso significa? Significa que fomos separados; separados dessas coisas por Deus e para Deus. Então significa que é preciso ser separado dessas coisas; essas coisas não podem fazer parte de nossas práticas em nome de uma suposta “liberdade”.

 

E fomos Justificados, isto é, fomos tornados justos, fomos, em Cristo, tornados como se deve ser para herdar o reino dos céus.

 

Se alguém está em Cristo, esse alguém é nova criatura, não vive mais na prática dessas coisas das quais é dito que quem nelas vive não herdará o reino dos céus. Não SE FEZ nova criatura, porque nenhum de nós tem poder para tal, mas FOI FEITO nova criatura por Aquele que tem esse poder.

 

Então, não se deixe enganar, não se deixe seduzir pelas muitas “vozes” que estão por aí. Falam bonito às vezes, falam com ousadia, falam oferecendo uma forma de vida que às vezes é aquela que o nosso “homem natural” quer, mas o que falam não é aquilo que Deus fala. O que Deus fala, em Sua Palavra Inspirada, através daquele que foi por Ele mesmo escolhido desde o ventre para ser Seu Apóstolo e sofrer pelo nome de Jesus, é que aqueles que foram alcançados pela graça salvadora em Cristo Jesus são lavados dessas coisas, santificados e justificados, tornados novas criaturas; e os que não o foram e continuam nessas práticas, não tem lugar para eles no reino dos céus.

 

 

Pela graça e misericórdia de Deus,

 

Pr. Walmir Vigo Gonçalves

 

Igreja Batista em Muqui, Janeiro de 2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário