quarta-feira, 10 de junho de 2015

O JESUS EM QUEM CREMOS

O JESUS EM QUEM CREMOS.

 

1.    Ler Lucas 8:40-56:

 

“40 E aconteceu que, quando voltou Jesus, a multidão o recebeu, porque todos o estavam esperando. 41  E eis que chegou um varão de nome Jairo, que era príncipe da sinagoga; e, prostrando-se aos pés de Jesus, rogava-lhe que entrasse em sua casa; 42  porque tinha uma filha única, quase de doze anos, que estava à morte. E, indo ele, apertava-o a multidão. 43  E uma mulher, que tinha um fluxo de sangue, havia doze anos, e gastara com os médicos todos os seus haveres, e por nenhum pudera ser curada, 44  chegando por detrás [dele,] tocou na orla da sua veste, e logo estancou o fluxo do seu sangue. 45  E disse Jesus: Quem [é] que me tocou? E, negando todos, disse Pedro e os que estavam com ele: Mestre, a multidão te aperta e te oprime, e dizes: Quem [é] que me tocou? 46  E disse Jesus: Alguém me tocou, porque bem conheci que de mim saiu virtude. 47  Então, vendo a mulher que não podia ocultar-se, aproximou-se tremendo e, prostrando-se ante ele, declarou-lhe diante de todo o povo a causa por que lhe havia tocado e como logo sarara. 48  E ele lhe disse: Tem bom ânimo, filha, a tua fé te salvou; vai em paz. 49  Estando ele ainda falando, chegou um da casa do príncipe da sinagoga, dizendo: A tua filha [já] está morta; não incomodes o Mestre. 50  Jesus, porém, ouvindo-[o,] respondeu-lhe, dizendo: Não temas; crê somente, e será salva. 51  E, entrando em casa, a ninguém deixou entrar, senão a Pedro, e a Tiago, e a João, e ao pai, e a mãe da menina. 52  E todos choravam e a pranteavam; e ele disse: Não choreis; não está morta, mas dorme. 53  E riam-se dele, sabendo que estava morta. 54  Mas ele, pegando-lhe na mão, clamou, dizendo: Levanta-te, menina! 55  E o seu espírito voltou, e ela logo se levantou; e Jesus mandou que lhe dessem de comer. 56  E seus pais ficaram maravilhados, e ele lhes mandou que a ninguém dissessem o que havia sucedido.” (Lucas 8:40-56 RC)

 

2.    O que você sabe acerca do Jesus em quem você crê?

3.    Há poucos dias refletimos aqui sobre quem é Jesus para nós. Fizemos uma espécie de "passeio" pelas Escrituras para ver algumas declarações.

a.    Vimos declarações de João, o evangelista, que começa o seu evangelho com declarações profundas acerca de Jesus, dizendo que:

                                  i.    Ele é o verbo de Deus que estava no princípio com Deus e que é o próprio Deus que se fez carne e habitou entre nós.

                                ii.    Ele é a luz que resplandece nas trevas e vence as trevas.

                               iii.    Ele é aquele que dá a todos que o recebem o poder de serem feitos filhos de Deus.

b.    Vimos declarações de Pedro reconhecendo Jesus como:

                                  i.    O Cristo, Filho do Deus Vivo – Mateus 16.15-16

                                ii.    Aquele que tem as palavras de vida eterna – João 6.68

                               iii.    Aquele cujo nome é o único em que podemos ser salvos – Atos 4.12

                               iv.    Aquele que foi constituído juiz dos vivos e dos mortos – Atos 10.42

c.    Vimos declarações de João Batista reconhecendo Jesus como:

                                  i.    Aquele que mesmo tendo nascido neste mundo depois dele, já "era" antes dele, por ser a manifestação divina na pessoa do Filho, em carne humana – João 1.15 e 34

                                ii.    O Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo – João 1.29

d.    Vimos a declaração de Nicodemos, o fariseu de João, reconhecendo Jesus como "Mestre vindo de Deus" – João 3.2

e.    Vimos declarações de Paulo, dizendo acerca de Jesus que ele é, dentre outras coisas:

                                  i.    Aquele cujo evangelho é o poder de Deus para a salvação de todo o que crê – Romanos 1.16

                                ii.    O Senhor da Glória – Romanos 2.8

                               iii.    Aquele que, crucificado tornou-se escândalo para os judeus e loucura para os gregos, mas, para os que são chamados, manifestação do poder e sabedoria de Deus – 1 Coríntios 1.23-25

                               iv.    Aquele que é antes de todas as coisas e em quem todas as coisas subsistem – Colossenses 1.17

                                v.    Aquele que veio ao mundo para salvar os pecadores – 1 Timóteo 1.15

                               vi.    O único Mediador entre Deus e os homens – 1 Timóteo 2.5

f.     O escritor aos Hebreus reconheceu a Jesus, em toda a extensão de sua carta, como:

                                  i.    Aquele por meio de quem Deus nos fala,

                                ii.    Superior aos anjos por ser o Filho de Deus,

                               iii.    Superior a Moisés,

                               iv.    Superior aos sumos sacerdotes do antigo pacto,

                                v.    Exemplo de perseverança em meio às provações e, principalmente,

                               vi.    A salvação que não deve ser negligenciada porque não escapará da condenação aqueles que assim agirem (2.3)

2.    Você sabe essas coisas acerca de Jesus? Precisa saber! E não é difícil saber!

3.    Mas, voltando ao nosso texto inicial, temos nele três revelações bem práticas sobre Jesus, sendo a primeira o fato de que não há impossíveis para Jesus. 

 

I. NÃO HÁ IMPOSSÍVEIS PARA JESUS.

 

1.    O povo já estava aprendendo isso na prática:

a.    Jairo tinha uma filha única, de 12 anos, que estava à morte, e foi procurar Jesus para curá-la.

b.    A mulher, que já havia 12 anos sofria de uma hemorragia, apressou-se para tocar em Jesus, crendo que poderia ser curada de sua enfermidade.

c.    Essa mulher que tinha uma hemorragia, não havia ficado parada, em termos de busca por cura, durante aqueles 12 anos. Ela gastara com os médicos todos os seus haveres, sem obter sucesso. Mas o simples toque nas vestes de Jesus foi suficiente para ela ficar completamente curada de sua enfermidade. Antes ela fora desenganada pela medicina vigente na época, mas agora, imediatamente depois de tocar na veste de Jesus, ela estava completamente curada.

d.    Enquanto Jesus, junto com Jairo, se dirigia para a casa deste, a filhinha de Jairo morreu. Veio então um dos que serviam a Jairo, e lhe comunicou o fato, sugerindo-lhe que não mais incomodasse o Mestre, pois não havia mais o que fazer, uma vez que a menina já havia morrido. Mas Jesus, ouvindo isto, disse a Jairo: “Não temas; crê somente, e será salva”. E Jesus ressuscitou a menina.

2.    Jesus, sendo Deus, é o Autor da Vida, e é Onipotente, e nada há, por mais improvável que pareça, que lhe seja impossível de realizar. Os impossíveis do homem são possíveis para Deus.

3.    Pensemos em algumas coisas impossíveis para o homem, porém não para Deus, além dos dois exemplos do texto inicial:

a.    A travessia do Mar Vermelho relatada em Êxodo 14, naquela ocasião da forma como foi feita... IMPOSSÍVEL!!! Mas não para Deus!

b.    A derrubada das Muralhas de Jericó conforme o relato de Josué 6... IMPOSSÍVEL!!! Porém, não para Deus!

c.    Trazer Lázaro de volta à vida depois de quatro dias de morto.... IMPOSSÍVEL!!! Mas não para aquele que é o Deus encarnado na pessoa do Filho! (João 11)

d.    Ordenar ao mar e ao vento que se acalmem, que cessem a tempestade, e eles obedecerem.... IMPOSSÍVEL!!! Mas não para Jesus, aquele que é o verbo de Deus que estava no princípio com Deus sendo ele o próprio Deus na pessoa bendita do Filho!

4.    Qual a situação pela qual você tem passado, e que lhe parece muito difícil, impossível até, sair dela? Qual a situação que você tem vivido, e que já minou as suas forças e recursos? Faça como Jairo e a mulher da história: confie sua situação a Jesus! Ele pode todas as coisas! Nada lhe é impossível; ele é Onipotente.

5.    Se você até já tem confiado e buscado a Jesus, mas a situação parece que “já foi pro brejo” como pareceu ao servo de Jairo, continue confiando, pois Jesus tem poder até para “ressuscitar os mortos”. “Não temas; crê somente...”

6.    E mesmo que Jesus não faça por você aquilo que VOCÊ quer, mas faça aquilo que ELE quer, como fez com Paulo, não lhe tirando um "espinho na carne", continue confiando, porque Deus sabe o que faz e o poder dele em sua vida "se aperfeiçoa na fraqueza".

7.    A segunda revelação é que Jesus conhece quando alguém chega a Ele com fé sincera.

 

II. JESUS CONHECE QUANDO ALGUÉM CHEGA A ELE COM FÉ SINCERA.

 

1.    Jesus estava rodeado por uma grande multidão, e esta o apertava muito. Certamente que muitas pessoas tocaram em Jesus naquele dia. Ele não estava protegido por guardas fazendo barreiras com cordas. Vem então aquela mulher, que havia 12 anos sofria terrivelmente com aquela enfermidade (acrescente-se a isso o fato de ela ter gastado todos os seus haveres numa inútil busca por cura) e tocou-lhe na orla do vestido, pela parte de trás. A orla era uma espécie de franja que pendia dos ombros. Com muito temor essa mulher faz isso, porque, devido às suas condições, segundo as leis levíticas, ela estava cometendo um grande erro. Mas, crendo que poderia ser curada, ela fez assim mesmo, e foi curada no mesmo instante.

2.    Quem me tocou? Perguntou Jesus.

3.    Os discípulos falaram: Uma multidão lhe aperta, e perguntas “quem me tocou”?.

4.    Mas aquele fora um toque diferente.

5.    Aquela mulher aproximou-se de Jesus com fé sincera, e Jesus reconheceu isso.

6.    Ela manifestou-se então, com muito temor, mas Jesus lhe disse: “Tem bom ânimo, filha, a tua fé te salvou; vai-te em paz”. Ela foi curada da enfermidade, salva, e livre do temor que, por ter quebrado a lei, lhe assombrava. Tudo isso porque havia fé sincera em seu coração.

7.    Jesus, sendo Deus, é Onisciente! Ele sabe aquilo que se passa no mais profundo íntimo de cada pessoa. Ele sabe se a pessoa que se aproxima dele em busca de algo crê realmente que ele pode realizar esse algo. Jesus sabe da fé que há no coração das pessoas.

8.    Ilustrar com Apocalipse 2:18-19 (“18 ¶ E ao anjo da igreja de Tiatira escreve: Isto diz o Filho de Deus, que tem os olhos como chama de fogo e os pés semelhantes ao latão reluzente: 19  Eu conheço as tuas obras, e a tua caridade, e o teu serviço, e a tua fé, e a tua paciência, e que as tuas últimas obras [são] mais do que as primeiras.” (Apocalipse 2:18-19 RC)

9.    Jesus sabe sobre a nossa fé, se cremos realmente que ele pode todas as coisas ou não; se cremos realmente que ele pode cumprir as promessas que fez ou não.

10. Precisamos buscar crescer na fé. Não adianta querermos enganar a nós mesmos e aos outros, se não conseguimos enganar a Jesus. Quando experimentarmos crer em Jesus, deixar aos pés dele as nossas ansiedades, cresceremos na fé, pois veremos que ele realmente pode todas as coisas.

11. Jairo experimentou isso, e também a mulher que tinha um fluxo de sangue, e, certamente, cresceram na fé. Assim também se dará conosco, se experimentarmos confiar de verdade em Jesus.

12. Então, não há impossíveis para Jesus e Jesus conhece quando alguém chega a Ele com fé sincera. Essas são as duas primeiras revelações. Mas ainda tem a terceira que é: ninguém pode ocultar-se de Jesus.

 

III. NINGUÉM PODE OCULTAR-SE DE JESUS.

 

1.    Depois que a mulher tocou na orla da veste de Jesus, tentou permanecer oculta, pois fizera algo errado, segundo as leis levíticas, devido à natureza de sua condição. Mas não pôde ocultar-se por muito tempo. Ela mesma viu que não podia ocultar-se de Jesus.

2.    Ninguém pode ocultar-se de Jesus.

3.    Ilustrar com: Marcos 14:10-18, e Marcos 14:27-30

 

“10  E Judas Iscariotes, um dos doze, foi ter com os principais dos sacerdotes para lho entregar. 11  E eles, ouvindo-[o,] alegraram-se e prometeram dar-lhe dinheiro; e buscava como o entregaria em ocasião oportuna. 12 ¶ E, no primeiro dia da Festa dos [Pães] Asmos, quando sacrificavam a Páscoa, disseram-lhe os discípulos: Aonde queres que vamos fazer os preparativos para comer a Páscoa? 13  E enviou dois dos seus discípulos e disse-lhes: Ide à cidade, e um homem que leva um cântaro de água vos encontrará; segui-o. 14  E, onde quer que entrar, dizei ao senhor da casa: O Mestre diz: Onde está o aposento em que hei de comer a Páscoa com os meus discípulos? 15  E ele vos mostrará um grande cenáculo mobilado [e] preparado; preparai-a ali. 16  E, saindo os seus discípulos, foram à cidade, e acharam como lhes tinha dito, e prepararam a Páscoa. 17  E, chegada a tarde, foi com os doze. 18  E, quando estavam assentados a comer, disse Jesus: Em verdade vos digo que um de vós, que comigo come, há de trair-me.” (Marcos 14:10-18 RC)

 

 “27  E disse-lhes Jesus: Todos vós esta noite vos escandalizareis em mim, porque escrito está: Ferirei o pastor, e as ovelhas se dispersarão. 28  Mas, depois que eu houver ressuscitado, irei adiante de vós para a Galiléia. 29  E disse-lhe Pedro: Ainda que todos se escandalizem, nunca, porém, eu. 30  E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje, nesta noite, antes que o galo cante duas vezes, três vezes me negarás.” (Marcos 14:27-30 RC)

 

4.    Não podemos nos ocultar de Jesus. Não podemos ocultar nada de Jesus.

a.    Ele sabe o que se passa no mais profundo de nosso ser.

b.    Ele sabe de nossa fé, e também de nossa falta de fé.

c.    Ele sabe da verdade que há em nós, e também da mentira;

d.    ele sabe da sinceridade e também da insinceridade;

e.    da humildade e também do orgulho.

f.     Ele sabe sobre aquilo que pensamos que só nós sabemos, e que escondemos de todo mundo.

5.    Não podemos fingir diante de Jesus:

a.    Se somos humildes, ótimo! Mas se somos orgulhosos, não adianta fingirmos humildade. Temos que confessar nosso orgulho, e pedir que ele nos transforme.

b.    Se amamos...

c.    Se temos fé...

d.    Se estamos conseguindo resistir às paixões...

e.    E assim sucessivamente.

6.    Não adianta sermos insinceros com Jesus, pois ele conhece o nosso coração.

 

Conclusões.

 

1.    Temos um Deus que pode todas as coisas, e que tem grandíssimas e preciosas promessas para nós. Não precisamos ficar temerosos, mesmo que pareça que o mundo vá desabar sobre nós.

2.    Jesus sabe sobre a qualidade de nossa fé. Se ela, no momento, não é muito boa, não precisa continuar assim. Podemos crescer na fé! Façamos experiências com Jesus!

3.    O nosso Deus é Onisciente! Nada lhe pode ser ocultado. Sendo assim, o bom é que busquemos nEle a purificação de nossos pecados, e o fortalecimento onde temos sido fracos.

 

Pr. Walmir Vigo Gonçalves

 

Muqui – Outubro de 2013

Revisada, estendida e reapresentada em Muqui em Junho de 2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário