sábado, 21 de junho de 2014

Virá o Dia


VIRÁ O DIA

 

“Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, em todo lugar, que se arrependam, porquanto tem determinado um dia em que com justiça há de julgar o mundo, por meio do varão que destinou; e disso deu certeza a todos, ressuscitando-o dos mortos” (Atos 17:30-31 RC)

 

1.    Conta-nos uma história que

 

um velho professor aproximou-se de um aluno que estava terminando o curso e teve com ele o seguinte diálogo:

- “Estás terminando o teu curso?”

- “Sim, professor. Hoje vou receber meu diploma.”

- “E o que vais fazer agora?”

- “Bem, vou começar minha carreira, vou casar, juntar dinheiro e procurar fazer nome.”

- “E depois?”

- “Depois, mais tarde, vou aposentar-me, viverei folgadamente, farei viagens...”

- “E depois de tudo isso?”

- “Depois, presumo que virá a morte...”

- “E depois?”

- “Depois...”

Neste ponto da conversa o aluno não soube mais responder. E você, sabe responder?

 

2.    Há um folheto da Sociedade Brasileira de Folhetos que traz a mensagem de que daqui há algum tempo, depois que você morrer, ou Jesus Cristo voltar, não fará nenhuma diferença:

 

a.    Se você morou num palacete ou numa casinha alugada;

b.    Se você usou roupas sob medida ou comprou em liquidação;

c.    Se você passou as férias na Europa ou no quintal de casa;

d.    Se você comeu filet mignon ou feijão com farinha;

e.    Se dormiu num colchão ou numa esteira;

f.     Se teve um carro ou andou de ônibus;

g.    Se era patrão ou empregado;

h.    Se teve tapetes macios ou apenas um chão rústico;

i.      Se foi da alta classe ou não;

j.      Se teve cem milhões reservados ou viveu num aperto tremendo.

 

Mas vai fazer muita diferença se você partiu como uma pessoa salva ou perdida, pois esse fato determina se você vai morar no céu ou no inferno.

 

3.    No texto que lemos inicialmente temos um anúncio da parte de Deus – Deus anuncia a todos os homens que se arrependam, pois Ele tem um dia determinado para juízo por meio de Jesus.

4.    Vamos passear um pouquinho pela Bíblia para ver o que ela diz sobre o assunto.

 

I. O QUE A BÍBLIA FALA SOBRE O DIA DO JUÍZO?

 

1.    Fala que Deus determinou esse dia:

a.    “... porquanto tem determinado um dia em que com justiça há de julgar o mundo, por meio do varão que destinou; e disso deu certeza a todos, ressuscitando-o dos mortos.” (Atos 17:31 RC)

b.    “Mas quem suportará o dia da sua vinda? E quem subsistirá, quando ele aparecer? Porque ele será como o fogo do ourives e como o sabão dos lavandeiros. E assentar-se-á, afinando e purificando a prata; e purificará os filhos de Levi e os afinará como ouro e como prata; então, ao SENHOR trarão ofertas em justiça. E a oferta de Judá e de Jerusalém será suave ao SENHOR, como nos dias antigos e como nos primeiros anos.” (Malaquias 3:2-4 RC)

c.    “Porque eis que aquele dia vem ardendo como forno; todos os soberbos e todos os que cometem impiedade serão como palha; e o dia que está para vir os abrasará, diz o SENHOR dos Exércitos, de sorte que lhes não deixará nem raiz nem ramo. Mas para vós que temeis o meu nome nascerá o sol da justiça e salvação trará debaixo das suas asas; e saireis e crescereis como os bezerros do cevadouro.” (Malaquias 4:1-2 RC)

 

2.    Mostra exemplos de juízos anteriores, determinados por Deus, e que foram cumpridos, mostrando assim que Deus cumprirá o que determinou.

a.    Deus determinou o dia do dilúvio – Gênesis 6.3

b.    Deus marcou o juízo sobre o Egito – Êxodo 3.1-10 e 19-20

c.    Os muros de Jericó ruíram no tempo determinado por Deus – Josué 6.

d.    O juízo se abateu sobre Nabucodonozor no dia certo – Dan. 4

e.    E assim aconteceu com Jerusalém no ano 70 d.C.: “Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas os que te são enviados! Quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e tu não quiseste!  Eis que a vossa casa vos ficará deserta.” (Mateus 23:37-38 RC)

 

II. O QUE A BÍBLIA FALA SOBRE O JUIZ?

 

1.    Ele foi escolhido por Deus

a.    “... porquanto tem determinado um dia em que com justiça há de julgar o mundo, por meio do varão que destinou; e disso deu certeza a todos, ressuscitando-o dos mortos.” (Atos 17:31 RC)

b.    “Porque, como o Pai tem a vida em si mesmo, assim deu também ao Filho ter a vida em si mesmo. E deu-lhe o poder de exercer o juízo, porque é o Filho do Homem.” (João 5:26-27 RC)

 

2.    Ele é apto, sabe todas as coisas

a.    Ele é Onisciente, Onipresente, Onipotente... ele é Deus!

 

III. O QUE A BÍBLIA FALA SOBRE AS BASES DA JURISDIÇÃO?

 

1.    Livros serão abertos:

a.    “E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante do trono, e abriram-se os livros. E abriu-se outro livro, que é o da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras.” (Apocalipse 20:12 RC)

b.    E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo. (Apocalipse 20:15 RC)

2.    Todos os segredos serão julgados:

a.    “no dia em que Deus há de julgar os segredos dos homens, por Jesus Cristo, segundo o meu evangelho.” (Romanos 2:16 RC)

3.    O Senhor julgará (até) os pecados da língua:

a.    “Mas eu vos digo que de toda palavra ociosa que os homens disserem hão de dar conta no Dia do Juízo.” (Mateus 12:36 RC)

4.    Julgará a incredulidade:

a.    “Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.” (João 3:18 RC)

5.    Tudo está descoberto perante Deus:

a.    “E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes, todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar.” (Hebreus 4:13 RC)

 

IV. O QUE A BÍBLIA FALA SOBRE AS SENTENÇAS?

 

1.    Existirão uns à direita e outros à esquerda; uns dentro e outros fora. Dir-se-á: “Entra no gozo do teu Senhor”, ou: “Retira-te de mim, maldito, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos”

2.    E a Bíblia também mostra que o resultado é imutável:

a.    “E, além disso, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que quisessem passar daqui para vós não poderiam, nem tampouco os de lá, passar para cá.” (Lucas 16:26 RC)

 

V. A ÚNICA SAÍDA

 

1.    O apóstolo mostra essa saída no versículo 30:

a.    “Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, em todo lugar, que se arrependam” (Atos 17:30 RC)

2.    Arrependimento, mas também confissão dos pecados e fé em Jesus:

a.    “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. (1 João 1:9 RC)

b.    “E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa.” (Atos 16:31 RC)

c.    “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:16 RC)

d.    Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.” (João 3:18 RC)

e.    Aquele que crê no Filho tem a vida eterna, mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece.”         (João 3:36 RC)

f.     “Eu sou a luz que vim ao mundo, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas.” (João 12:46 RC)

g.    “Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê...” (Romanos 1:16 RC)

3.    Sem esse passo estarás perdido para sempre:

a.    “como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos, depois, confirmada pelos que a ouviram...” (Hebreus 2:3 RC)

b.    “E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo, depois disso, o juízo...” (Hebreus 9:27 RC)

 

CONCLUSÃO

 

1.    Concluir contando a história do cego Bartimeu (Marcos 10.46-52), enfatizando a frase: “Ele te chama”

2.    Jesus te chama hoje! O que você quer fazer a respeito? Você pode atender hoje ao chamado de Jesus!

 

Autor desconhecido

Muqui – Junho de 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário