terça-feira, 3 de junho de 2014

Filhos Rebeldes


FILHOS REBELDES

“Ai dos filhos rebeldes, diz o SENHOR, que tomaram conselho, mas não de mim!...” (Isaías 30:1a RC)

01. Qual o significado da palavra rebelde?

02. O termo rebelde tem, dentre outros, o significado de teimosia, indomabilidade.

03. No versículo acima o Senhor fala sobre filhos rebeldes, isto é, filhos teimosos, filhos que não se deixam domar e guiar pelo Pai.

04. E, ao falar sobre isso, o Senhor profere um “ai” – uma interjeição de dor que indicava que algo de ruim lhes aconteceria.

05. Qual era o erro daqueles filhos de Deus?

06. O erro deles era essencialmente um: “deixar de ouvir os conselhos do Senhor – a Sua Palavra”.

07. No dizer de certo comentarista: “Judá agia como um bando de garotos rebeldes e tolos, que insistiam em jogar à sua maneira, esquecidos dos conselhos de Seu Pai”.

08. Haveria consequências. O “ai” indica isso, e o contexto do versículo mostra quais seriam essas conseqüências.

09. Mas havia também solução. A mesma está narrada no versículo 15.

10. Eles rejeitaram, mas a solução seria a conversão a Deus e o repouso confiante em Seu poder. Deixar de lado a teimosia e voltar-se para Deus, confiantes em Seu poder para os guiar e os fazer mais que vencedores sobre quaisquer circunstâncias.

11. Será que existe rebeldia entre os filhos de Deus hoje?

12. Infelizmente a resposta é sim!

13. Somos mestres em deixar de ouvir (atender) os conselhos do Senhor, que estão em Sua Palavra – a Bíblia!

14. Muitas vezes nós estamos no erro, sabemos que estamos no erro e insistimos em continuar no erro.

15. Tecemos as nossas considerações, damos as nossas desculpas tolas, enganamos as nossas consciências e continuamos no erro.

16. Querem alguns exemplos?

a. Um deles pode ser o erro de deixar de atender os conselhos do Senhor, expostos em Sua Palavra, no que respeita à nossa fala. Quais são os conselhos do Senhor a esse respeito? Com base Efésios 4.29, vemos que

i. nossa fala não deve ser repugnante como um peixe podre e, dentre outras coisas, não devemos falar palavras obscenas; não devemos ficar fofocando por aí; não devemos mentir...

ii. devemos nos ocupar em falar aquilo que seja útil na promoção da edificação;

iii. nossa fala deve ser repleta de palavras que ministrem graça.

Agora pensemos: em tese, no geral, na coletividade (como povo de Deus) agimos assim como o Senhor orienta? E individualmente; você age assim?...

b. Outro exemplo pode ser O erro de deixar de atender os conselhos do Senhor, expostos em Sua Palavra, no que respeita às contendas e inimizades.

i. Em Gálatas 5.19ss. vemos que entre as obras da carne estão a contenda (porfia) e a inimizade.

ii. Esses pecados são destruidores da fraternidade cristã e podem fazer o corpo (a igreja local) adoecer de uma forma tal que venha a quase perecer (Exemplo do que acontecia no Porto Meira anos atrás)

iii. O que Jesus diz acerca disso?

1. Jesus diz que não devemos andar na carne, e sim no espírito.

iv. Qual é o “novo mandamento” que Jesus nos deixou? "Amar..."

1. Pois contenda e inimizade ou contenda que gera inimizade é o oposto exato do amor...

2. Se você não amar, mesmo que também não contenda e nem crie inimizade, ainda assim você está descumprindo o que Jesus mandou. Mas se você, além de não amar, contender e criar inimizade, você não só não está cumprindo como está praticando o oposto exato daquilo que Jesus ordenou.

c. Ainda outro pode ser o erro de fazer determinadas coisas com a motivação errada...

d. E há vários outros erros, registrados, por exemplo, em Gálatas 5 e colossenses 3, alguns dos quais até nos recusamos a crer que existem na igreja.

17. Bem, temos falado dessas coisas como erros, porém, mais que erros, elas são pecados, transgressões à lei de Deus..

18. Repetindo:

a. Será que existe rebeldia entre os filhos de Deus hoje?

b. Infelizmente a resposta é sim!

c. Somos mestres em deixar de ouvir (atender) os conselhos do Senhor, que estão em Sua Palavra – a Bíblia!

d. Muitas vezes nós estamos no erro (pecado), sabemos que estamos no erro (pecado) e insistimos em continuar no erro (pecado).

e. Tecemos as nossas considerações, damos as nossas desculpas tolas, enganamos as nossas consciências e continuamos no erro (pecado).

19. Mas o que diz o nosso texto inicial?

20. Ele diz: “Ai dos filhos rebeldes, diz o SENHOR, que tomaram conselho, mas não de mim!...”

21. E, além dele, Gálatas 6.7 nos diz: “Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará”

22. Há solução? Felizmente a resposta é sim! E a solução continua a mesma: conversão a Deus e o repouso confiante em Seu poder. Deixar de lado a teimosia e voltar-se para Deus, confiantes em Seu poder para nos guiar e nos fazer mais que vencedores em quaisquer circunstâncias.

Que Deus nos abençoe!

Pr. Walmir Vigo Gonçalves

Muqui – Junho de 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário