quinta-feira, 31 de março de 2016

UM ALERTA DE JESUS

UM ALERTA DE JESUS

Um alerta muito sério, gravíssimo, de Jesus, para o qual faremos bem em atentar com toda a diligência.

 

1.    Abra sua bíblia em Lucas 11 e leia os versos 21-26:

 

21  Quando o valente guarda, armado, a sua casa, em segurança está tudo quanto tem.

22  Mas, sobrevindo outro mais valente do que ele e vencendo-o, tira-lhe toda a armadura em que confiava e reparte os seus despojos.

23  Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta espalha.

24  Quando o espírito imundo tem saído do homem, anda por lugares secos, buscando repouso; e, não o achando, diz: Tornarei para minha casa, de onde saí.

25  E, chegando, acha-a varrida e adornada.

26  Então, vai e leva consigo outros sete espíritos piores do que ele; e, entrando, habitam ali; e o último estado desse homem é pior do que o primeiro (RC)

 

2.    Agora escute essa história interessante que vou ler para você.

 

"Os soldados estavam em batalha. Um deles, cristão, levava no bolso da camisa uma pequenina Bíblia. Em meio ao ruído de gritos e granadas a explodirem, os rapazes seguiam, conduzindo o aviamento do corpo de saúde. De súbito, o cristão caiu ao solo. Um companheiro correu ao seu lado, e admirou-se de encontrá-lo ainda com vida. Pondo a mão no bolso da camisa, o filho de Deus tirou sua pequenina Bíblia. A capa tinha um orifício. A bala atravessara Gênesis, Êxodo, Levítico... "Onde pensais que a bala se deteve?", perguntou mais tarde o jovem, quando escreveu sobre o caso, numa carta para os seus. "Exatamente no meio do Salmo 91, apontando para o verso: 'Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas tu não serás atingido'." A Palavra de Deus deteve a bala de penetrar no coração daquele jovem, salvando-lhe a vida."

 

3.    História realmente interessante, não? Não sei se ela é verídica. Mas, independentemente de verídica ou não, ela ilustra bem aquilo que a Palavra de Deus é capaz de fazer: proteger, livrar aquele que a carrega junto ao coração. Obviamente não necessariamente assim como na história. Na história poderia ter sido um outro livrinho qualquer, uma caneta, uma calculadora, um broche... Temos ouvido e visto histórias assim... Mas, espiritualmente falando, contra os erros que nos afastam de Deus, só a Palavra de Deus.

4.    E diante de nós temos um trecho precioso dessa Palavra, o que pedi para você ler inicialmente, que serve de alerta e que, se devidamente considerado, pode livrar a muitos de continuarem cativos do inimigo das nossas almas, que é chamado aqui de "valente", apesar de haver um mais valente do que ele.

5.    A princípio, certamente Jesus estava dirigindo essas palavras a Israel, especialmente àqueles que lhe haviam acusado de expulsar demônios por Belzebu, o príncipe dos demônios, uma referência ao próprio satanás.

a.    Eles eram pessoas que tinham uma religião, e por causa dessa religião alguma espécie de "reforma", uma "melhoria" havia acontecido na vida deles,

b.    mas, sem a verdadeira transformação, sem o novo nascimento, eles ainda eram "casa vazia";

                                  i.    adornada, aparentemente ela, mas vazia, sujeita a ser novamente invadida.

6.    Era, então, uma palavra para aqueles indivíduos "lá de trás", "aqueles" israelitas. Entretanto, essa realidade pode ser aplicada a toda e qualquer pessoa, e é, portanto, também, ainda que não só, um aviso sério a todos aqueles que se contentam apenas com alguma mudança, podendo ser essa até a da condição de possesso por um demônio, e não se submetem a Jesus para que haja uma completa transformação.

7.    Será que na igreja de hoje tem gente assim? "Reformado" (não no sentido em que os presbiterianos e alguns outros são), mas não transformado, não nascido de novo.

8.    Essa é uma questão muiiito séria, com a qual não se deve brincar e descuidar.

a.    Irmão Ibraim foi um querido irmão que tive o privilégio de pastorear. Infelizmente, parte desse pastoreio constituiu-se em acompanhamento em uma enfermidade que o levou à morte, um câncer num local que geralmente, quando se descobre tarde, não tem cura. Irmão Ibraim percebeu o primeiro sintoma muito tempo antes de a doença se manifestar de forma violenta, mas ignorou, não tratou com seriedade, descuidou-se, e sofreu bastante. Mas agora, e esse "agora" já tem vários anos, não sofre mais; está com Cristo na glória... porque, apesar de debilitado no corpo, no espírito era "transformado", "nascido de novo", e não "reformado", "acertado" para "caber" na igreja instituição. Para "caber" na igreja instituição, basta uma reforma aqui e outra ali... Mas para caber na igreja corpo vivo de Cristo é preciso morrer e nascer de novo; morrer com Cristo e com Cristo ressuscitar para uma novidade de vida, uma vida totalmente transformada... Irmão Ibraim era nascido de novo e por isso não sofre mais, conquanto tenha sofrido bastante enquanto no corpo, talvez por ter se descuidado um pouco.

b.    Agora, muito mais sério que o descuido que exemplifiquei com o irmão Ibraim, é o descuido quanto à nossa vida com Cristo, porque se não formos transformados, se não nascermos de novo, ao partirmos desta existência entraremos em uma dimensão não de gozo eterno, mas de sofrimento eterno, num lugar onde Jesus diz que haverá choro e ranger de dentes, tamanho o sofrimento. Quarta-feira, dia 19/11/2014, falando no culto de oração disse que tem gente que parece não crer que Deus possa salvar certos indivíduos e talvez até tenha gente que não creia que Deus de fato vai deixar que alguém seja lançado na perdição eterna, mas ele vai deixar. Há muitos alertas sobre essa verdade nas Escrituras, e João, na sua visão apocalíptica, "viu" que aqueles cujos nomes não foram encontrados no livro da vida foram lançados no lago de fogo. Jesus falou dessa realidade, e, além, de falar, mostrou a João, ainda que em visão. Então não se descuide, não brinque, não trate essa questão sem a seriedade devida.

9.    Feitas essas considerações, passemos a refletir em alguns pontos importantes.

 

I. A Casa e os despojos de Satanás

 

1.    Veja o versículo 22: "Mas, sobrevindo outro mais valente do que ele e vencendo-o, tira-lhe toda a armadura em que confiava e reparte os seus despojos".

2.    Você sabe o que é um despojo?

a.    Despojo é aquilo que se retirou do inimigo após a batalha.

                                  i.    Portanto, é algo que pertencia ao inimigo, seus bens.

                                ii.    E, no texto em questão, trata-se de gente – o "despojo" é gente.

3.    É algo muito sério que Jesus deixa transparecer aqui: Aquele que não foi resgatado pelo "mais valente" ainda está sob o domínio do "valente".

4.    E também é sério o fato de que o Novo testamento, espiritualmente, só dividiu os homens em duas classes: o trigo e o joio; o trigo e a palha, as ovelhas e os bodes sendo uma pertencente a Deus e outra não.

 

24 Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O Reino dos céus é semelhante ao homem que semeia boa semente no seu campo;

25  mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou o joio no meio do trigo, e retirou-se.

26  E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio.

27  E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu no teu campo boa semente? Por que tem, então, joio?

28  E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres, pois, que vamos arrancá-lo?

29  Porém ele lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele.

30  Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: colhei primeiro o joio e atai-o em molhos para o queimar; mas o trigo, ajuntai-o no meu celeiro." (Mateus 13:24-30 RC)

 

10  E também, agora, está posto o machado à raiz das árvores; toda árvore, pois, que não produz bom fruto é cortada e lançada no fogo.

11  E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; não sou digno de levar as suas sandálias; ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo.

12  Em sua mão tem a pá, e limpará a sua eira, e recolherá no celeiro o seu trigo, e queimará a palha com fogo que nunca se apagará." (Mateus 3:10-12 RC)

 

31  E, quando o Filho do Homem vier em sua glória, e todos os santos anjos, com ele, então, se assentará no trono da sua glória;

32  e todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas.

33  E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda.

34  Então, dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o Reino que vos está preparado desde a fundação do mundo...

[...]

41  Então, dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos...

[...]

46  E irão estes para o tormento eterno, mas os justos, para a vida eterna." (Mateus 25:31-46 RC)

 

5.    E também é interessante e sério o fato de o apóstolo João deixar explícito de que o mundo inteiro jaz no maligno, com exceção daqueles que são de Deus (1 João 5.19)

6.    Aquele que ainda não foi resgatado pelo "mais valente", que é Jesus, ainda está sob o domínio do "valente".

 

II. Um grande conflito está em operação, e não há lugar junto a Jesus para quem quer ficar neutro, e muito menos para quem ao invés de ajudar atrapalha, a exemplo dos fariseus.

 

1.    Veja o que Jesus diz no versículo 23: "Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta espalha"

2.    Analisemos três idéias baseadas nos escritos de Champlin:

a.    Todo aquele que não trabalha positivamente no reino, que nada faz por pura indisposição está trabalhando negativamente, e, ao invés de ajuntar, espalha. Atrapalha a igreja, atrapalha o estabelecimento do Reino de Deus ao invés de ajudar.

b.    Todos que, a exemplo dos fariseus, fazem coisas em detrimento (dano, prejuízo) das ovelhas, se encaixam nesse perfil apresentado por Jesus.

c.    Há uma divisão definida entre dois reinos, o que exclui uma terceira posição. Cada qual deve tomar partido, de um lado ou do outro. Esses dois reinos são incompatíveis.

3.    Quem não é (decididamente) comigo, é contra mim.

4.    Não há meio termo.

5.    São palavras de Jesus.

 

III. Não basta uma pessoa ser livre do poder satânico, é necessário que ela seja repleta do poder divino.

 

1.    Veja os versículos 24-26: "Quando o espírito imundo tem saído do homem, anda por lugares secos, buscando repouso; e, não o achando, diz: Tornarei para minha casa, de onde saí. E, chegando, acha-a varrida e adornada. Então, vai e leva consigo outros sete espíritos piores do que ele; e, entrando, habitam ali; e o último estado desse homem é pior do que o primeiro".

2.    A simples "fé religiosa", sem verdadeira conversão, pode provocar alguma "reforma" no indivíduo, e a princípio pode até parecer benéfica, e socialmente talvez até seja, mas pode terminar por ser extremamente prejudicial.

3.    Uma casa vazia pode ser limpa e arrumada, mas continuar vazia; e uma casa vazia, sem ninguém para "guardar" o portão, é um chamariz para os "inimigos".

4.    Em nossas casas temos fechaduras, cadeados, e preocupamo-nos em trancá-los devidamente para evitar que um inimigo possa invadi-la. Mas é interessante que, muitas vezes, ao tratarmos com nossos próprios seres, deixamos as portas escancaradas para as más influências. De fato, às vezes convidamos essas más influências para nos assaltar, pelo que lemos, assistimos ou pela forma como tratamos a nossa condição espiritual.

 

Conclusão

 

1.    Acho que é interessante concluirmos essa reflexão simplesmente observando os dois próximos versículos, 27 e 28, que não lemos inicialmente.

2.    Depois do alerta de Jesus, uma mulher, certamente que tocada pelas suas palavras, o louva e louva àquela que lhe deu a luz e lhe amamentou, chamando-a de bem-aventurada. E o que foi que Jesus disse? Veja lá na Bíblia, é o verso 28. Vamos repetir todos juntos: "Antes, bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a guardam".

3.    Você pode dizer amém?

 

Pr. Walmir Vigo Gonçalves

prwalmir@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário