terça-feira, 15 de abril de 2014

QUENM SOIS E COMO ANDAIS?


QUEM SOIS E COMO ANDAIS?

 

“Porque, noutro tempo, éreis trevas, mas, agora, sois luz no Senhor; andai como filhos da luz... aprovando o que é agradável ao Senhor.”

 (Efésios 5:8, 10 RC)

 

1.    Conta-se que quando a rainha Vitória passava o verão no castelo de Balmoral, costumava, disfarçada para não ser reconhecida, fazer longas caminhadas pelas propriedades rurais das redondezas. Em uma de suas caminhadas ela pediu a um criado que a acompanhasse à distância. Numa determinada estrada ela deparou-se com um rebanho de ovelhas conduzido por um camponês, o qual, preocupado com uma possível debandada dos animais, gritou nervoso: “Saia da estrada, velha estúpida!”. A rainha sorriu, e, sem nada dizer, escondeu-se à beira da estrada. Quando o seu criado chegou perto do irritado condutor das ovelhas, informou-lhe que aquela senhora era a rainha da Inglaterra. E o moço ficou constrangido, mas replicou: “Por que ela não se veste como uma rainha?” (Walter Baxendale, citado por Moysés Marinho de Oliveira em “Manancial de Ilustrações” – JUERP)

2.    Essa história serve para lembrar aos crentes de quem eles são e como devem se apresentar perante o mundo.

3.    À rainha Vitória não era reprovável fazer alguns passeios disfarçada de camponesa. Mas a um crente, apresentar-se (agir) como um incrédulo sempre será reprovável, e, de certa forma, é exatamente disso que Paulo trata neste ponto de sua carta aos efésios.

4.    Vejamos novamente o texto, agora também em outras versões:

 

“Porque, noutro tempo, éreis trevas, mas, agora, sois luz no Senhor; andai como filhos da luz... aprovando o que é agradável ao Senhor.” (Efésios 5:8, 10 RC)

 

“... Outrora vocês eram trevas, mas agora são luz no Senhor. Vivam como filhos da luz... e aprendam a discernir o que é agradável ao Senhor” (Efésios 5:8, 10 NVI)

 

“Antigamente vocês mesmos viviam na escuridão; mas, agora que pertencem ao Senhor, vocês estão na luz. Por isso vivam como pessoas que pertencem à luz... Procurem descobrir quais são as coisas que agradam o Senhor.” (Efésios 5:8, 10 BLH)

 

5.    Notem que, primeiro, Paulo diz àqueles crentes da cidade de Éfeso, que em tempos passados eles eram trevas, eles viviam na escuridão.

a.    É óbvio que Paulo está aqui se utilizando de uma linguagem metafórica, e as trevas aqui são espirituais, indicando uma vida sob o domínio do pecado, uma vida onde a graça de Deus para a salvação ainda não havia sido derramada.

b.    Essa situação de se estar vivendo nas trevas espirituais é a pior situação em que uma pessoa pode se encontrar. Basta dar uma olhadinha na história do rico e Lázaro, contada por Jesus (Lucas 16:19-31), para chegarmos a essa conclusão (o "sujeito rico" vivia, em termos humanos, uma vida repleta de regalos, uma vida tranquila e repleta dos prazeres que os bens materiais podem prover, mas, como vivia em trevas espirituais, ao se encontrar na eternidade, se encontra perdido e em tormentos).

c.    Essa não é a primeira vez que Paulo lembra aos efésios essa sua condição anterior, e em todas elas ele tem um objetivo. Um dos objetivos aqui é o de lembrar-lhes que essa era a sua condição anterior, mas que agora tudo é diferente, agora “sois luz no Senhor”.

6.    "Agora sois luz no Senhor" é a segunda parte nestes versículos para a nossa reflexão.

a.    Paulo diz aos efésios que antigamente eles eram trevas, viviam nas trevas espirituais; mas isso era antigamente. Agora, pela graça de Deus eles foram trazidos à luz e são luz.

b.    E, se agora sois luz, deveis andar como filhos da luz, aprovando e procurando fazer apenas aquilo que é agradável ao Senhor.

7.    Éreis trevas, mas agora sois luz; vivíeis nas trevas, mas agora vivem na luz; praticáveis as obras das trevas, mas agora devem praticar as obras da luz; eram cúmplices, coparticipantes das obras infrutuosas das trevas, como diz o verso 11, mas agora reprovam essas coisas.

8.    E essa verdade se aplica não só àqueles para quem Paulo escrevera originalmente, mas a todos os crentes.

9.    Essa verdade se aplica à mim e a você.

10. Quem sois? E como andais?

11. "Sois luz". Luz "aponta o caminho a seguir". Qual caminho nós estamos apontando? Qual é o testemunho que estamos dando? Qual é o juízo que as pessoas farão dos crentes se observarem o seu testemunho? Qual é o juízo que as pessoas farão da IBMuqui se observarem o seu testemunho? Eu resisti ser específico aqui, mas você pode pensar em todas as áreas do comportamento humano.

12. Diz-se de Gustav Doré, famoso artista, que ele perdeu o seu passaporte durante uma viagem na Europa. Em determinada fronteira, quando tentava entrar em novo país, o oficial de serviço lhe pediu o passaporte. Dore apalpou seus bolsos e não o encontrou. Virando-se para o oficial, disse: "eu perdi meu passaporte, mas ele está todo certo. Eu sou Doré, o pintor. Por favor, deixe-me entrar". O oficial respondeu: "Oh, não. Nós temos muitas pessoas se apresentando como esta ou aquela personalidade famosa! Eis aqui lápis e papel. Se você é realmente Doré, o famoso pintor, prove-me desenhando alguma coisa". Doré pegou o lápis e desenhou algumas paisagens do cenário ao redor. "Agora eu estou convencido de que você é Doré. ninguém mais poderia desenhar assim!”, disse o oficial, enquanto permitia a entrada do artista no país.

13. Assim deve ser o testemunho dos seguidores de Cristo.

 

 

Voce DIZ que é um cristão, mas poderá PRODUZIR EVIDÊNCIAS de que realmente é um filho de Deus?

 

           

 

Só pela graça e misericórdia divinas,

Pr. Walmir Vigo Gonçalves

Muqui – Abril de 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário