terça-feira, 9 de novembro de 2010

O FRUTO DO ESPÍRITO - parte 8 de 10

O FRUTO DO ESPÍRITO

 

Gálatas 5.22-23

 

 

Parte 8 de 10

 

 

V. A BENIGNIDADE

 

1.    Ser benigno é ser gentil.

2.    Os crentes precisam ser gentis.

3.    Uma das vantagens de se ser gentil é que nos tornamos pessoas de fácil abordagem.

4.    É muito mais fácil nos aproximarmos de uma pessoa a quem magoamos, para pedir perdão, se a mesma for uma pessoa gentil e não rude.

5.    É muito mais fácil as pessoas se aproximarem de nós, inclusive para serem perdoadas por nós, se somos gentis.

6.    Foi Martinho Lutero quem disse:

 

"Os seguidores do evangelho não devem ser inflexíveis e amargos, mas antes, gentis, suaves, corteses e de fala mansa, o que deveria encorajar outros a buscarem sua companhia... A gentileza pode dar-se bem até mesmo com pessoas ousadas e difíceis..."

 

7.    Se você é crente, o Espírito está desenvolvendo um fruto em seu interior, e esse fruto inclui a benignidade; então, você precisa ser benigno, gentil. Você precisa exercitar a gentileza.

 

VI. A BONDADE

 

1.    O que é bondade?

2.    Bondade é uma qualidade daquele que faz coisas boas para os outros, naturalmente e sem interesses "por trás".

3.    O crente deve ser naturalmente bom.

4.    O crente deve pensar sempre em fazer o bem.

5.    A bondade deve fazer parte de seu estilo de vida.

6.    A razão é porque ela faz parte do fruto do Espírito que habita nele.

7.    A parábola do bom Samaritano serve de exemplo aqui...

8.    Não importa se o sujeito é meu inimigo, eu devo agir com bondade para com ele...

9.    Às vezes se faz necessária a repreensão, uma atitude mais dura, mas até isso deve e pode ser feito com bondade; deve e pode ser feito por bondade e não por maldade.

a.    Você já ouviu falar de alguma mãe que mandou prender o filho? Isso acontece! Por maldade? Não!!! Há mãe que manda prender o filho porque não quer vê-lo se autodestruindo, caminhando para a morte prematura.

10. Os motivos do crente, aquilo que o impulsiona a agir de uma determinada maneira deve ser bom, ainda que a atitude em si, a princípio não seja considerada boa por parte daquele que foi objeto dela.

             

Nenhum comentário:

Postar um comentário